Who Are You? – School 2015 – Bullying nas Escolas

Oi Oi gente! Estou de volta para falar de outra novela coreana. Eu já havia falando de Boys Over Flowers, a primeira novela coreana que eu assisti na vida, gostei tanto que fui assistir outras e encontrei essa, Who Are You.

Who Are You, conta a história das irmãs gêmeas, Lee Eun Bi e Go Eun Byul que foram separadas desde o nascimento. Eun Bi vive num orfanato chamado “Casa do Amor” em Tongyeong, na província de Gyeongsang do Sul. As crianças do orfanato a veem como uma mãe forte e dedicada. Ela é alegre e muito gentil. No entanto, ela sofre bullying na escola por um grupo de garotas lideradas por Kang So Young.

Enquanto isso, em Seul, Go Eun Byul é a garota mais popular da Segang High School, a escola privada mais prestigiada do distrito de Gangnam. Ela também mantém uma grande amizade com Han Yi An, nadador da escola que ela conhece desde os oito anos. Ao contrário de sua irmã, Eun Byul é grossa e possui muitos segredos. Go Eun Byul é a única ciente que tem uma irmã gêmea idêntica morando na Casa do Amor.

Em uma viagem de campo da escola para Tongyeong, Eun Byul desaparece misteriosamente. No mesmo dia, Eun Bi é expulsa da escola injustamente e desesperada com tudo o que estava acontecendo ela pula de uma ponte em uma tentativa de suicídio. Alguns dias depois uma garota aparece no hospital de Tongyeong, e as autoridades a identificaram como Eun Byul, mas a garota não se lembra de nada, devido a um trauma na cabeça. A mãe adotiva de Eun Byul a leva para casa mas aquela é mesmo sua filha Eun Byul ou a órfã Eun Bi?

O drama destaca o que Eun Bi estava sofrendo na escola a ponto de querer perder sua vida. Mesmo se mostrando uma pessoa alegre, forte e tentando cuidar das crianças que também viviam no orfanato, ela era muito sozinha e sofria tudo calada. Mesmo quando tentava avisar aos diretores da escola o que estava acontecendo, os pais da outra menina, por serem de classe alta, tinham mais voz do que ela, então a impunidade acontecia.

Vendo sua vida ir de mal a pior, ela tomou uma decisão que muitos jovens acabam tomando em situações como essa, o suicídio. Mas o melhor a se fazer é contar para alguém próximo e se possível mudar de escola e até mesmo procurar ajuda profissional para superar o trauma.

Segundo os criadores de Who Are You, o drama foi criando com a intenção de chamar a atenção dos pais, mestres e jovens para o que vem acontecendo muito nas escolas coreanas. E não é só na Coréia que isso vem acontecendo, não é mesmo?

Também vou dar os parabéns para a atriz Kim So Hyun, que fez uma ótima atuação como Eun Bi e Eun Byul. E aos colegas de elenco, Nam Joo Hyuk que viveu Han Yi An, e  Yook Sung Jae, vocalista do grupo BTOB, que interpretou Gong Tae Kwang. E vamos aproveitar e falar que esse personagem é maravilhoso. Não tem como não rir desse garoto maluco que só sabe arrumar confusão.

Outro ponto bom do drama é a trilha sonora. As músicas são realmente boas e quando você menos esperar vai estar cantarolando as músicas sem saber de onde ela veio. Até hoje eu não consegui tirar aquele música Reset da cabeça. Ouve aí:

Bom, eu vou ficando por aqui, espero que vocês gostem dessa dica, conheçam mais da cultura coreana e lutem contra o bullying. Conte aí nos comentários o que achou da dica e se tem outro drama para nos indicar. Até a próxima.

Xx – S

Anúncios

S by S: Apaixonite

sbys - apaixonite

Acordar de manhã e já ter um nome e um rosto em sua cabeça é sinal de que você está perdendo o controle. Se isso acontecer mais de uma vez com a mesma pessoa, sim, você está louca. Isso acontece com as melhores pessoas porque pessoas boas tem essa mania de ver o bem nos outros e acaba esquecendo que eles também são humanos e com defeitos terríveis. Como por exemplo, eu. Eu vi o sorriso, o talento, a bondade mas esqueci da parte que gritava “MULHERENGO”, imaginem no que deu.

Eu passei anos tentando fugir dessa loucura que atinge cada vez mais pessoas. Principalmente garotas. Porque nós meninas somos tão iludidas, tão abertas e as vezes estúpidas. Eu sou estúpida! Talvez eu seja mais do que todas vocês. Alguém pode me dar a coroa da estupidez? Obrigada.

Penso nele antes de dormir, sonho com ele e quando acordo lá está ele em meus pensamentos. Eu queria poder me livrar disso, me livrar dele mas eu não consigo! Eu choro, perco a fome, perco noites de sono por causa dele e tem gente que diz que tudo isso é natural, coisa da vida.

Não mesmo!

Coisa da vida é você comer, dormir e fazer suas necessidades não o contrário. Eu quero desligar a parte estúpida do meu cérebro e parar de fazer tanta besteira, porque se apaixonar por um cara que nem deve lembrar o nome da garota que pegou ontem a noite não é uma boa.

É louco você sentir aquelas borboletas no estômago só por ouvir um certo nome. Seu coração palpitar ao ouvir a voz de alguém. Você chega a ficar com as pernas bambas quando essa pessoa está por perto. Sensações estranhas e únicas.

Eu poderia passar o resto da minha vida sentindo isso. Me arrepiando a um simples toque, coração batendo mais rápido com a proximidade, respiração ofegante. A sensação de amar e ser amada. Cuidar e ser cuidada. Mas nem sempre é assim.Também há corações partidos. Lágrimas incontroláveis. Dor de perda. Falta de auto estima e entre outras diversas coisas que vem com o término de um relacionamento.

Se apaixonar é loucura. Amar é insensatez. Mas em um mundo onde o amor está tão escasso, talvez seja a melhor opção. É melhor sofrer do que nunca viver. Quem não quer viver uma grande história de amor, que nem nos filmes? Viver loucuras para que depois possa contar a seus amigos. Errar, aprender e acertar para que possa fazer tudo de novo. Uma história boa o bastante para contar para os seus futuros filhos, ou quem sabe netos. Quem sabe escrever um livro?

O amor é o motivo de tudo. Todos querem mas muitos estão como eu, querendo fugir. Porque apesar de todas as coisas boas, também tem a parte ruim e o medo acaba nos controlando. Mas então, aquela pessoa chega e quebra todas as barreiras que, com dificuldade, tentamos construir e você simplesmente se apaixona.

Xx